SEPSE: Guia Atualizado com Causas Sintomas e Tratamento

Tudo Sobre SEPSE

sepse

TUDO SOBRE SEPSE

Sepse é uma complicação fatal da infecção. Sepse ocorre quando os produtos químicos liberados na corrente sanguínea para combater as respostas inflamatórias, infectam todo o corpo.

Esta inflamação pode desencadear varias mudanças que pode danificar vários sistemas de órgãos, levando-os a falhar. Se a sepse progride para choque séptico, a pressão arterial cai drasticamente, que pode levar à morte.

Qualquer um pode desenvolver sepse, mas é mais comum e mais perigosa em adultos mais velhos, ou aqueles com sistema imunológico debilitado.

Tratamento precoce da sepse, geralmente se da com antibióticos e grandes quantidades de fluidos intravenosos, eles melhoram as chances de sobrevivência.

>> Recomendamos Para Você:

(VÍDEO) Protocolo de tratamento da sepsis que você nunca vai esquecer

 Você sabe o que é Sepse? – Assista ao vídeo abaixo:

> SINTOMAS

Muitos médicos dizem que a sepse é uma síndrome de três fases, que vai da sepse, sepse grave e choque séptico. O objetivo é tratar a sepse durante seu estágio leve, antes que se torne mais perigosa.

Para ser diagnosticado com sepse, você deve apresentar pelo menos dois dos seguintes sintomas:

– Temperatura do corpo acima de (38,3 C) ou abaixo de (36 C)
– Frequência cardíaca superior a 90 batidas por minuto
– Frequência respiratória superior a 20 respirações por minuto

Sepse grave. Seu diagnóstico vai ser atualizado para sepse grave se você também apresenta pelo menos um dos seguintes sinais e sintomas, que indicam que um órgão pode estar falhando:

– Diminuiu significativamente a produção de urina
– Mudança brusca do estado mental
– Diminuição da contagem de plaquetas
– Dificuldade em respirar
– Anormal função de bombeamento do coração
– Dor abdominal
– Choque séptico

Para ser diagnosticada com choque séptico, você deve ter os sinais e sintomas de sepse grave — além também, de extremamente baixa pressão de sangue que não responde adequadamente à simples substituição de fluido.

 

> CAUSAS

Enquanto qualquer tipo de infecção — bacteriana, viral ou fúngica — pode levar a sepse, as mais prováveis variedades incluem:

– Pneumonia

– Infecção abdominal

– Infecção renal

– Infecção de corrente sanguínea (bacteremia)

A incidência de sepse parece estar aumentando no Brasil. As causas deste aumento podem incluir:

– Envelhecimento da população. Os Brasileiros estão vivendo mais tempo, engrossa a fileira do grupo de idade de risco mais elevado — pessoas com mais de 65.

– Bactérias resistentes aos medicamentos. Muitos tipos de bactérias podem resistir os efeitos de antibióticos que uma vez os matou. Estas bactérias resistentes aos antibióticos são frequentemente a causa raiz das infecções que provocam a sepse.

– Sistema imunológico debilitado. Mais Brasileiros estão vivendo com sistemas imunitários enfraquecidos, causados pelo HIV, tratamentos de câncer ou transplante de drogas.

> TRATAMENTO

O tratamento precoce e agressivo aumenta suas chances de sobrevivência a sepse. Pessoas com sepse grave exigem estreita vigilância e tratamento em um hospital de cuidados intensivos.

Se você tiver sepse grave ou choque séptico, medidas de salva-vidas podem ser necessárias para estabilizar a função de respiração e coração.

Medicamentos. Um número de medicamentos é usado no tratamento de sepse. Eles incluem:

– Antibióticos. Tratamento com antibióticos começa imediatamente — mesmo antes do agente infeccioso for identificado. Inicialmente você receberá antibióticos de largo espectro, que são eficazes contra uma variedade de bactérias. Os antibióticos são administrados por via intravenosa (IV).

– Depois de aprender os resultados dos exames de sangue, seu médico pode mudar para um antibiótico diferente que é mais adequado contra as bactérias específicas causando a infecção.

– Vasopressores. Se sua pressão arterial permanece muito baixa, mesmo depois de receber fluidos intravenosos, você poderá receber uma medicação vasopressor, que contrai os vasos sanguíneos e ajuda a aumentar a pressão arterial.

– Outros medicamentos que você pode receber incluem baixas doses de corticosteroides, insulina para ajudar a manter os níveis de açúcar no sangue estável, drogas que modificam as respostas do sistema imunológico e analgésicos ou sedativos.

Cirurgia. A cirurgia pode ser necessária para remover as fontes de infecção, tais como coleções de pus (abcessos).

 

>> >> RECOMENDAMOS PARA VOCÊ:

[anelmagnetico]

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *